Personal Email Killer

Vai surgir uma nova profissão num futuro próximo: o Personal Email Killer, conhecido como PE Killer.

O PE Killer vai ser uma espécie de diarista. Você o contrata e entrega aos seus cuidados a sua caixa de entrada de emails. Ele vai analisá-la, deletar tudo o que não interessa, responder o que for possível com o Personal Respondeitor Tabajara, e deixar o que realmente interessa separadinho para você.

E aí? Alguém topa?
Que tal 80 reais a diária?

O Personal Respondeitor Tabajara será um sistema inteligente. Ele será capaz de ler automaticamente os emails e, imediatamente, respondê-los com respostas como:
“De acordo”; “Parabéns”; “Excelente”; “Vou pensar e volto depois”; e mil outras opções de respostas.

E ainda vai conseguir combinar expressões fazendo frases como: “Parabéns! Excelente”.

E construirá frases ainda mais complexas: “Excelente! Parabéns! Volto depois”.

Seus problemas realmente acabarão. E os meus, também.

Infelizmente, não dá mais para encarar os emails. Não é por acaso que a geração mais jovem trata o email como uma coisa arcaica e ultrapassada. Mas não é só isso, o desperdício dentro das empresas é enorme. Os funcionários enviam emails copiando um monte de gente, anexam arquivos pesados, todo mundo guarda tais emails para futuras consultas exigindo computadores mais potentes, mais memória, mais discos para arquivamento e redes de comunicação mais parrudas, numa espiral crescente que parece ser interminável.

No momento em que escrevo esse post, eu tenho 3.498 emails não lidos na minha caixa de entrada. E não consigo enxergar uma solução para o meu dilema. Até porque não dá para ficar fora das novas mídias que estão mudando a nossa forma de trabalhar e viver.

Normalmente, eu recebo algo entre 200 a 300 emails por dia.
1/3 disso é lixo. Coisas que realmente não me interessam ou não têm importância. Posso apagar sem ler e sem remorso. 🙂
1/3 é muito importante e eu tenho que ter a sabedoria de garimpar esses emails que muitas vezes exigem resposta e ação imediata.
1/3 tem alguma relevância. São importantes para meu conhecimento e eventual ação. Na maioria deles, eu sou copiado. Eu posso ler depois.

Até algum tempo atrás, eu sofria muito tentando gerenciar a caixa de entrada. Um verdadeiro fardo. Hoje, apesar de continuar sendo um problema, eu já aceitei que esse é um desafio insolúvel. Portanto, nada mais natural do que contratar um PE Killer.

E você? Como enfrenta esse dilema?

Só não vale comentar no meu blog usando o Personal Blog Comenteitor Tabajara.