As redes sociais podem mudar a cultura de uma empresa?

Ontem, eu participei de um painel de redes sociais no CIAB (quem deseja saber um resumo do que rolou no painel, pode acessar AQUI e AQUI). Na saída do evento, ainda sob o calor da discussão, uma pessoa me fez a pergunta acima. Achei a pergunta ótima e juro que não tive uma resposta pronta para a pergunta. Só me lembrei daquela do “Tostines vende mais porque é fresquinho ou é fresquinho porque vende mais?“.

O fato é que existe a crença de que as redes sociais nas empresas podem aumentar a colaboração e mudar a cultura organizacional. Eu até acredito nisso, mas desde que a implementação destas redes venha atrelada a outras ações. Se for uma ação isolada, as redes sociais vão refletir somente a cultura vigente da organização. Caso estejamos falando de uma empresa mais fechada, existe o risco potencial de ocorrer o que chamo de “a síndrome do elefante indiano“, ou seja, da rede ou do blog ficar sem leitores ou participação, simplesmente porque assim é a cultura organizacional existente. É quase um tiro no pé.

Se a empresa busca uma transformação na cultura organizacional, a introdução de ferramentas sociais nas empresas pode fazer parte de um projeto maior, onde atividades de maior colaboração e compartilhamento de conhecimento devem estar no centro das atenções. As áreas de Recursos Humanos e Comunicação têm papel fundamental nesta transformação, enquanto que os executivos e o corpo gerencial da empresa devem liderar esta jornada.

O resumo de tudo: as redes sociais, isoladamente, não mudam a cultura de uma empresa, mas são ferramentas poderosas quando inseridas num programa maior. Se aplicadas isoladamente, elas vão refletir a cultura vigente da organização, podendo até gerar frustrações em vez de benefícios.

Recomendo fortemente que leia o excelente post “Mídias sociais: imprescindíveis, porém não curam todos os males“, escrito por Hélio Teixeira no Blog Chapa Branca. Ele explora muito bem este tema.

O título deste meu post bem que podia ser: As redes sociais mudam a cultura das empresas ou a cultura das empresas é que determina o sucesso das redes sociais?