Com a chegada do verão, Rio volta a discutir uso de bermuda no trabalho

No dia 21 de dezembro de 2014, exatamente a data que marcou o início do Verão 2014, o Rio de Janeiro registrou a temperatura de 40 graus, com sensação térmica de 55 graus. Como dizem os cariocas, o maçarico estava ligado no máximo. Por coincidência ou não, a discussão sobre o uso de bermuda no trabalho voltou com toda força na cidade.

No ano passado, a discussão do uso da bermuda ocupou matérias nos jornais da cidade. Eu escrevi um longa reflexão sobre o tema em um post chamado “Agora vai! Empresas liberam o uso de bermuda no trabalho“. Convido você a ler este post porque acho que o conteúdo está bem legal.

Dias atrás o jornal O Globo publicou matéria chamada “No Rio 40 graus, a deselegância do paletó suado”. O bom da matéria é uma lista de fatos que mostram a intensidade da importância do assunto. Juntando tais fatos a alguns outros, dá uma lista de contradições:

1- O TRT-RJ (Tribunal Regional do Trabalho do Rio) tornou opcional o uso do paletó e gravata por juízes, advogados e servidores até 20/março/2015. Mas nas audiências o traje completo ainda é exigido.

2- A Alerj (Assembleia Legislativa do Rio) aprovou uma lei que autoriza os bermudões (na altura do joelho) para os servidores estaduais que trabalham ao ar livre e também para os trabalhadores de serviços concessionários.

3- O prefeito do Rio vai publicar decreto liberando o uso de bermudas por parte do funcionalismo municipal e motoristas e cobradores.

4- No Rio senegalês, apenas 30% da frota de ônibus tem ar refrigerado.

5- O Jardim Botânico do Rio e o Zoológico do Rio proíbem a circulação de pessoas sem camisa… mesmo considerando que ambos são parques ao ar livre.

6- O Serpro foi o 1o. órgão federal a liberar o uso de bermuda no trabalho.

7- A página do movimento “Bermuda Sim” tem quase 19 mil curtidas. Este é um movimento nacional pelo uso de bermuda no trabalho.

Enfim, temos uma mudança em curso. Novidades devem surgir durante esse verão.