Contatos Imediatos de Jean Paul Jacob

  • Outros

Semanas atrás eu escrevi um post afirmando que os livros impressos irão desaparecer. Deu pano prá manga encarar a fúria dos amantes do livro do papel. Muitos falaram do cheirinho do livro. Aí eu disse que os dispositivos do futuro poderão até ter um botãozinho para que eles soltem o cheirinho que você desejar. Pode ser cheirinho de papel, de eucalipto, de morango e até de flores silvestres. Já pensou ler Dom Quixote com cheirinho de rosas do campo? Enfim, apesar de toda pressão, eu continuo afirmando que o livro em papel vai realmente desaparecer.

Numa troca de emails com Jean Paul Jacob, ele me mandou a mensagem abaixo , que publico com autorização dele. Ele também pensa que os livros e os jornais estão com os dias contados.

Email de Jean Paul em 23/07/2009
—————————————-

Mauro, gosto muito do teu blog.

Nesta última viagem levei um Kindle 2 e pus dentro de um livro. Em minhas palestras eu mostro o livro e pergunto: Vocês sabem o que é isto? Insisto tanto, que alguém acaba respondendo “É um livro”, para que eu retruque “Na realidade são 1000 (mil) livros e deixo o Kindle escorregar para fora, contendo mil livros com fonte de tamanho variável, com várias vozes que podem ler o livro, etc.

Para as pessoas enamoradas com jornais, o NY Times tem uma solução menos poluidora. É só imprimir as páginas que interessam, por exemplo sem anúncios. Esta foto mostra uma impressora, mas parece uma máquina de vender jornais:


Minha revisão é que em 2015 nos EUA ninguem lerá jornais. Tenho uma ótima imagem que mostra…
Ninguém lendo jornal

Abraços, Jean Paul.