Diretrizes das Empresas para Mídias Sociais

O que me motivou a escrever sobre este tema foi o post do Edu Vasques publicado no Pérolas chamado “Porque os guias corporativos de mídias sociais não pegaram no Brasil?“. Vale a pena ler. Foi ali que descobri o Guia da Intel para Mídia Social. É um documento excelente, em português, bastante completo e claro. É uma referência importante para as empresas que pretendem entrar nas redes sociais.

Comparei os guias da IBM e da Intel. Eles são muito parecidos, em alguns momentos me deu a impressão que alguém copiou de alguém. Ambos os guias são muito bons, especialmente porque não se restrigem somente nas orientações a respeito da segurança das informações e na ética de uso, ítens que normalmente compõe o foco dos guias corporativos no uso de mídia social.

Veja abaixo alguns pontos que destaco em ambos os guias:

– Seja autêntico. Seja quem você é. Alguns blogueiros participam anonimamente, usando pseudônimos e falsos nomes. As empresas desencorajam tal comportamento em blogs, wikis e outras formas de participação online, quando relacionado a assuntos corporativos. Portanto, use o seu nome verdadeiro. Escreva na primeira pessoa. Informe que trabalha para determinada empresa, mas não esqueça de deixar claro que está escrevendo por você mesmo e não pela empresa.

– Escreva sobre o que você realmente conhece. Fale sobre temas de suas áreas de conhecimento. Se estiver escrevendo sobre um tópico no qual a sua empresa esteja envolvida, mas não for um especialista no assunto, é importante deixar isso claro para os leitores. Por isso é importante escrever na primeira pessoa.

– Nas redes sociais online, a diferença entre o que é público e privado, pessoal e profissional, é muito tênue. O simples fato de você se identificar como funcionário de determinada empresa gera percepções sobre seus conhecimentos e sobre a empresa para seus acionistas, clientes e pelo público em geral — e percepções sobre você por parte de seus colegas e gerentes. Portanto, se preocupe em gerar orgulho e valor para sua empresa. Certifique-se de que todo o conteúdo associado a você seja consistente com seu trabalho e com os valores e padrões profissionais da empresa onde trabalha.

– O que você escreve é de sua total responsabilidade. Portanto use o bom senso. Seja criterioso.

– Se você cometer um erro, admita-o. Seja rápido na correção. Não entre em discussões por conta disso. Ao postar num blog, você pode modificar um post anterior, desde que deixe claro que você fez isso.

– Se pensar em publicar algo que o deixe minimamente inseguro, pondere muito antes de pressionar “enviar”.

Por fim, quero destacar o trecho final do guia da Intel que fala sobre moderação do conteúdo.

A Intel procura sempre um diálogo online equilibrado. Ao moderar o conteúdo, usamos três princípios norteantes.
O Bom, o Mau, mas não o Feio. Se o conteúdo for positivo ou negativo e dentro do contexto do assunto, nós o aprovaremos, independentemente de ele ser favorável ou desfavorável à Intel. Entretanto, se o conteúdo for repugnante, ofensivo, depreciativo e totalmente fora de contexto, nós o rejeitaremos.