Marcas Chinesas – Parece mas não é

  • marketing

Já escrevi nesse blog sobre as marcas mais valiosas do mundo, quantas elas valem, etc e tal. Ontem, ao ler a revista Exame, o meu queixo caiu.

Eu já havia ouvido falar a respeito do enorme número de empresas chinesas que fazem pirataria de grandes marcas consagradas do mundo, muitas delas acabam chegando aqui em terras tupiniquins. Eu nem estou falando dos produtos que a gente vê nos camelôs da vida, mas sim de roupas e cosméticos mais sofisticados. Minha ingenuidade me fazia imaginar que elas faziam isso de forma um pouco escondida, sem exposição e por vias “paralelas”.

Ao ler a última Exame me deparei com marcas piratas de cadeia de fast food, cafés, lojas de roupas, etc. Ou seja, tudo isso acontece abertamente, sem constrangimento ou intimidação. É escancarado mesmo. As lojas povoam os shoppings na China.

Prá registrar, eu mostro abaixo alguns exemplos de cópias chinesas de marcas famosas que qualquer um encontra facilmente nas principais ruas e shoppings de Xangai. É incrível, mas é verdade. Clica na foto para ver melhor.

Você acorda de manhã, veste uma camiseta Nire e um tênis Adadis, toma um café no Bucksstar, depois faz um lanche no McDnoald’s, vê a vitrine e sonha com um terno Georgi Amoni, chega em casa e ouve um som no seu Panosaonic, assiste a novela na sua TV Sonia e finalmente janta uma pizza no Pizza Huh.

Melhor ainda é visitar alguns sites deles. O mundo globalizado tem dessas coisas…

Faz uma visitinha no www.georgiamoni.com