O engodo dos twitters dos presidenciáveis

  • Outros

Como adepto às mídias sociais e comprometido com as recentes eleições governamentais, eu decidi acompanhar no mundo digital a atuação dos candidatos à presidência. Minha expectativa era descobrir o quão genuíno são as declarações e exposições dos candidatos nas redes.

Os debates na TV têm sido decepcionantes. Em vez de uma discussão construtiva e olhando para o futuro, a discussão é destrutiva, rancorosa e com foco no passado obscuro do candidato oponente. Já os programas eleitorais na TV são feitos por marqueteiros e pouco instrutivos. Nas mídias sociais a minha principal atenção ficou no twitter, onde acompanhei as contas @AecioNeves e @dilmabr por mais de duas semanas. Minha expectativa era encontrar uma discussão mais decente, mas não foi isso que encontrei no dia a dia.

O caso mais incrível foi o debate no SBT em 16 de outubro, onde acusações e leviandades permearam a discussão na TV entre Aécio e Dilma. Uma decepção profunda. Não foi por acaso que os jornais estamparam na primeira página o vale tudo na TV. O surpreendente foi acompanhar o twitter dos dois candidatos, simultaneamente ao debate. Como os candidatos estavam ao vivo na TV, eles certamente não poderiam estar postando tweets na rede, portanto ficou fácil constatar que as contas dos twitters dos candidatos não são genuinamente controlados por eles e sim por outros, certamente os marqueteiros contratados. Mas a decepção maior foi constatar que os “pilotos” dos twitters dos candidatos entraram na onda do bate boca e dispararam acusações um ao outro, como podemos ver abaixo. Uma perda de tempo e um desrespeito aos eleitores e cidadãos brasileiros. O menos pior é o twitter @AecioNeves , porque muitas vezes o texto evidencia que não é o candidato que está escrevendo e está escrito na terceira pessoa. Já o twitter da @dilmabr fica o tempo todo na primeira pessoa, como se fosse a própria candidata escrevendo seus tweets, o que sabemos ser impossível.

Achei interessante a primeira página do O Globo, que ilustra este texto, mostrando fotos dos candidatos olhando smartphones. O que será que eles estavam vendo na telinha?

Enfim, desisto.