O profissional que as empresas estão buscando

Fui fazer uma apresentação num evento sobre carreira e resolvi fazer uma “pesquisazinha” a respeito das características e competências que as empresas estão buscando ao contratar novos funcionários. É muito simples. Quer ver?

Qual é o perfil de profissional que as empresas estão buscando?

As empresas desejam um profissional que tenha boa conduta, que exerça e acredite nos valores da empresa, de preferência que seus valores pessoais estejam em sintonia com os valores da empresa, que seja flexível, que seja orientado a resultados, que apresente contínua boa performance, que tenha características de liderança, que seja colaborativo e saiba trabalhar em equipe, que tenha foco constante no cliente, que entenda onde o seu trabalho colabora para o negócio da empresa, que faça a diferença no grupo onde atua, que mantenha o cliente satisfeito, que seja hábil em construir e manter relacionamentos baseados em confiança e credibilidade, que seja dedicado, que tenha ambição para se desenvolver e crescer, que seja responsável, que seja criativo, que colabore para a inovação da empresa de alguma forma, que apresente produtividade crescente, que saiba expressar ideias com clareza, que seja bom de execução, que tenha perseverança diante das dificuldades, que faça um trabalho sempre de qualidade, que tenha espírito empreendedor, que seja diplomático quando necessário, que saiba trabalhar com prioridades, que tenha iniciativa, que seja motivado e que motive os colegas, que saiba trabalhar sob pressão, que aceite mudanças, que tenha conhecimento de estratégia, que navegue bem dentro da organização, que tome decisões com rapidez evitando a procrastinação, que seja bom de persuasão, que apresente suas ideias e propostas com convicção, que seja bom ouvinte, que saiba trabalhar com certa independência e precise pouca supervisão, que tenha inspiração, que seja um exemplo para os colegas, que seja um bom “resolvedor de problemas”, que saiba tomar riscos calculados, que saiba se expor e trabalhar num ambiente 360 graus, que se expresse bem através da comunicação escrita e oral, que invista em seu desenvolvimento técnico e em competências, que seja bem humorado, que esteja sempre disponível quando a empresa precisar e que entenda todo o portfólio e estratégia da empresa. Ahhh, esqueci… e que tenha inglês fluente.

E aí? Topas?

A bem da verdade, estas são as condições básicas. Você tem algum diferencial?