Comunicação: O Doril das empresas

De um tempo pra cá parece que o departamento de comunicação virou o doril das empresas, resolve tudo.

Tem que fazer uma mudança cultural? chama comunicação.
Vai mudar o menu do restaurante? Chama comunicação.
O banheiro quebrou e vai entrar em obra? Chama comunicação.
Os funcionários não atendem o telefone quando ele toca? Chama comunicação.

Tudo isso já passou comigo. Essa última é até engraçada. O que o departamento de comunicação tem a ver com o fato dos funcionários não atenderem o telefone?
A verdade disso tudo é que comunicação passou a ser uma arma valiosa para influenciar na mudança de atitude das pessoas. E num mundo que gira muito rápido, não tem relax, chama comunicação. Aí a comunicação vira mesmo o Doril para consertar as dores das empresas.

O problema é que a comunicação pura e simples não é suficiente para mudar a atitude das pessoas. Mudança de atitude mexe em formação cultural e social, toca nos valores individuais e coletivos e não é uma coisa imediata. Enfim, o Doril cura dor de cabeça e febre, mas não muda o comportamento das pessoas.