Quando um empregado espinafra a empresa numa mídia social

Imaginem a seguinte situação passada dentro de uma empresa…

É publicada uma matéria na intranet falando sobre uma ação importante realizada pela empresa que tocou a sociedade e o governo. A empresa considerou aquela iniciativa estratégica e relevante para os seus negócios, com impacto muito positivo no mercado. Foram publicadas fotos do encontro dos executivos da empresa com autoridades da sociedade e do governo.

Dias depois, num blog desconhecido, é publicado um post reproduzindo em parte o texto da matéria da intranet. Uma foto, também retirada da intranet, foi copiada. O conteúdo do post é positivo e negativo, ao mesmo tempo. Por vezes é irônico, com um tom negativo, citando que aquilo era coisa de “engravatados arrogantes”. Outras vezes elogiava a empresa, dando uma boa dimensão do fato e das consequências. Ou seja, o texto variava entre uma mera citação, até positiva, e uma crítica contumaz. Pesquisando um pouco mais, descobriu-se que o blog era um blog pessoal de uma empregada muito jovem da empresa, algo como um diário pessoal, que comentava fatos cotidianos da vida, com pontos de vista diversos. Em resumo, o post nada mais era do que a visão pessoal de alguém sobre um fato.

O que fazer? Qual seria sua atitude se você fosse o gestor da empresa?

A minha resposta eu deixo para o próximo post. Mas já adianto que não existe resposta certa. Somos todos aprendizes nessa nova sociedade digital.