50% das pessoas usam Twitter enquanto assistem TV

  • marketing

Semana passada participei do MIXX, em New York, promovido pela IAB, um dos principais eventos de marketing e comunicação digital do mercado norte-americano. Como todo evento desse tipo que se preza, esse também serviu para abrir a cabeça e capturar algumas novidades.

Se você deseja saber o que rolou no evento, consulte os 3 bons posts de Marcelo Tripoli que ele fez para o Meio & Mensagem:
Tecnologia e criatividade no Mixx 2012 
Mixx: como escapar da armadilha do clique
Mixx 2012: Realidade vs. Anonimato

Se deseja ver vídeos e uns comentários mais ácidos, vai no blog Marketing Wow que é sempre interessante e divertido.

Quero destacar as mensagens de dois palestrantes.

Tom Buday, Marketing and Consumer Communication da Nestlé, fez sua apresentação dentro do slot do apresentador do Facebook que mais uma vez apareceu para nos convencer que anunciar no Facebook é uma boa. Enfim, o que valeu mesmo foi quando Tom Buday repetiu diversas vezes que as marcas somente sobreviverão se entregarem valor e relevância para seus clientes e consumidores. Parece meio óbvio, mas não é. Isso aparece em todos os livros modernos de marketing, mas a prática é bem diferente. Estamos todos ainda aprendendo. Me surpreendeu ouvir tal mensagem do CMO da Nestlé que é uma empresa voltada para a massa, com produtos como biscoitos e iogurtes. Como gerar valor num biscoito Passatempo?  Tom compartilhou alguns exemplos mostrando que isso é possível.

Joel Lunenfeld, VP of Global Brand Strategy do Twitter, afirmou que 9 entre 10 usuários seguem pelo menos uma marca no Twitter. Apesar da maioria afirmar que está a procura de promoções, 87% dizem que seguem marcas por diversão e 80% em busca de conteúdo exclusivo. Essa parece ser uma boa notícia para as marcas. Achei muito interessante quando ele afirmou que 50% das pessoas usam Twitter ao mesmo tempo que assistem TV (apesar de eu duvidar disso), e que por isso as marcas deveriam desenvolver posts no Twitter conectados com os comerciais na TV. Ele citou um caso muito interessante da Audi, onde uma fã da marca postou no Twitter uma mensagem com a hashtag #IWantAnR8. A Audi não somente captou a mensagem, como chamou a fã para dirigir um R8 e transformou essa experiência num comercial de TV. Foi uma tacada ousada, de oportunidade e mostrando um conexão forte entre TV e Twitter. Veja abaixo o comercial.